Quais as Causas Sintomas Tratamentos de Parkinson

O Mal de Parkinson ou paralisia agitante, é uma doença que foi descoberta em 1817 por James Parkinson. Essa doença afeta neurônios que secretam dopamina e estão localizados nos gânglios da base.

Esses neurônios controlam os comandos enviados pelo cérebro para os músculos.

Nesse artigo você poderá conhecer melhor e estar mais preparado caso se depare com ela ao longo da sua vida, conhecendo as suas causas, sintomas e tratamentos.

O que é o Mal de Parkinson

Causas e fatores de risco

Apesar de as causas para o mal de Parkinson ainda estarem sob investigação, até agora se sabe que essa doença é provocada pela carência de dopamina, mas existem certos fatores complicadores que podem contribuir para essa falta de dopamina e pela degeneração neuronal.

Idade

A maioria das pessoas que desenvolvem Parkinson está com 60 anos ou mais sendo muito raro apesar de possível a ocorrência entre jovens.

Hereditariedade

Quem tem histórico familiar de Parkinson está mais propenso de desenvolver esse mal.

Traumas cranianos

Lutadores de boxe, por exemplo, por estarem sujeitos a pancadas repetitivas no crânio, tem maiores chances de contrair a doença. Isso ocorre devido às lesões na área e produção de dopamina.

Sexo

Os números indicam que a incidência de Parkinson é maior entre homens do que em mulheres.

Contaminação por agrotóxicos

Algumas substâncias presentes nos agrotóxicos podem causar lesões neurológicas que levam ao Parkinson.

Sintomas do Mal de Parkinson

Existem dois diferentes tipos de sintomas do mal de Parkinson. Os motores e os não motores

Sintomas motores

Os sintomas motores são aqueles que prejudicam os movimentos do paciente. Os principais sintomas motores do mal de Parkinson são:

Tremores, que em 70% dos casos ocorre logo no início da doença, costumando começar em apenas uma das mãos e apenas o próprio paciente percebe. Com o tempo os tremores se espalham e são mais comuns com o membro em questão em repouso.

Bradicinesia que é o pior sintoma do mal de Parkinson, por tornar os movimentos normais mais comuns super lentos. O paciente tem extrema dificuldade em iniciar atividades das mais simples, isso se conseguir. Com o tempo, até mesmo andar se torna muito difícil, pois os passos tornam-se curtos e lentos, além de o doente se sentir desequilibrado quando de pé.

Rigidez, com a falta da dopamina, os músculos não recebem ordem para relaxar, causando rigidez e dor. Os braços até param de balançar durante a caminhada.

Perda da expressão facial;

Aumento de salivação;

Visão embaçada;

Micrografia, isto é, a caligrafia da pessoa se altera e as letras escritas tornam-se menores;

Redução do piscar de olhos;

Alteração na fala;

Incontinência urinária.

Sintomas não motores

Os sintomas não motores do mal de Parkinson são:

Demência;

Alucinações;

Alterações no sono;

Depressão;

Ansiedade;

Raciocínio lento.

Tratamento do Mal de Parkinson

O mal de Parkinson pode ser tratado com cirurgia no cérebro, fisioterapia, terapia ocupacional, terapia psicológica e fonoaldioplogia. No caso do tratamento medicamentoso, as opções são:

Levodopa ou L-Dopa

Pramipexol

Levodopa + Carbidopa + Entacapona

Piribedil

Bromocriptina

Lisuride

Pramipexol

Rasagilina

Rotigotina entre outros.

Partilhar o Artigo :)

Quais as Causas Sintomas Tratamentos de Parkinson