Alimentos que Combatem o Mal de Alzheimer

O mal de Alzheimer é uma doença gravíssima que ataca principalmente o sistema nervoso central especialmente em idosos, ou pessoas com mais de cinquenta anos.

Essa doença tem causas ainda misteriosas, mas acredita-se que além dos fatores de risco possa ser causada por hereditariedade e por certas proteínas que se acumulam no cérebro, bloqueando o controle das funções cerebrais mais básicas.

Porém, pesquisas recentes descobriram que certos alimentos podem ajudar a agravar o Alzheimer, outros podem combater essa doença degenerativa senil.

Este podem atenuar os seus sintomas ou até mesmo atrasando o seu aparecimento.

Nesse artigo vamos enumerar esses alimentos para que independentemente da sua idade, você possa a partir de agora já começar a preparar o seu organismo e o seu cérebro para evitar ou adiar essa doença que tanto prejudica a qualidade de vida de quem a tem, como das pessoas mais próximas, e ainda pode levar a morte.

Alimentos que Combatem o Mal de Alzheimer

Peixe

Estudos feitos por diversas universidades ao redor do mundo atestaram que pessoas idosas que comem peixe grelhado ou assado ao menos de forma semanal,.

Este protege o cérebro do mal de Alzheimer ou quando desenvolve a doença, a desenvolve de forma mais branda. O componente responsável por isso é o ômega 3.

Um ácido graxo que faz parte do cérebro.O ômega 3 permite que os neurônios façam as sinapses entre si, sendo um componente capaz de tornar os neurônios mais funcionais e saudáveis.

Oleaginosas

As oleaginosas são frutos ricos em óleos como castanhas, nozes e amêndoas. As oleaginosas reduzem sensivelmente às chances de quem as consomem regularmente de desenvolver Alzheimer.

Esses alimentos contêm o selênio, um mineral fundamental para o bom funcionamento dos neurotransmissores que são substâncias que fazem com que as células nervosas se comuniquem.

Alguns desses neurotransmissores auxiliados pelo selênio são: a acetilcolina, a serotonina e a dopamina.

Outros alimentos ricos em selênio são os grãos, o alho, a carne, os frutos do mar e o abacate.

Casca de romã

Pesquisas feitas pela Universidade de São Paulo, em Piracicaba, descobriram que a casca de romã pode prevenir o Alzheimer, devido ao seu grande teor de antioxidantes e enzimas capazes de impedir o aparecimento da doença.

Frutas vermelhas e roxas

As amoras pretas, mirtilos, ameixas, uvas entre outras ajudam no combate ao Alzheimer e outras doenças graves.

O polifenol presente em todas essas frutas seria o responsável.

Além disso, as frutas vermelhas em especial, também contém um flavonoide chamado fisetina,que estimula a memória de longo prazo, protegendo o cérebro do Alzheimer, da esclerose múltipla e outras doenças.